domingo, 7 de junho de 2009

O romantismo e a pieguice


Muitas das minhas amigas dizem que eu sou a última romântica, e ser romântico hoje em dia é meio complicado, a linha entre a pieguice (leia-se também breguice) e o romantismo é muito tênue. Casar na igreja para maioria é uma tradição dos tempos da mãe ou até da avó. No meu caso, posso dizer que acho mais divertido ser assim. Gosto de ver comédias românticas dos anos 40 e 50, com a Katherine Hepburn, tipo a Costela de Adão e a Mulher do Dia. São filmes leves, que sempre tem um final feliz e um humor irônico.

Eu também gosto de ouvir musiquinhas de mulher de vez em quando, como Marisa Monte, mas é claro que o rock and roll do Sex Pistols é necessário, assim como o romantismo. Uma vez eu estava indo para o trabalho e ouvi a música Illusion, que é um dueto da cantora mexicana Julieta Venegas com a Marisa Monte. Bah, cheguei no trabalho e fiquei com a música na cabeça. Procurei a música no Google e passei o resto do dia, e da semana, cantando. O Zé não aguentava mais. Ser romântico é sempre ter uma visão otimista das coisas (às vezes até meio ingênua), mas ter essa visão otimista, pode acreditar, é mais divertido. Mas muitos coraçãozinhos e Beatles irritam as pessoas que acham que o mundo não é cor de rosa e essa coisa melosa não é real.

Eu li um texto em que a autora, que tem 20 e poucos anos, disse que dia desses teve um ataque de mulherzinha e decidiu fazer um novo corte de cabelo e começar a fazer exercícios. Aí eu respondi perguntado se ela achava que as mulheres tinham este tipo de ataque, pois sentem mais necessidade de estarem de bem consigo mesmas, querem agradar o namorado ou ainda ser melhor que as outras mulheres? Complexo né...
Eu acho que é um pouco de tudo e toda mulher tem. Atenção: este texto pode ter apresentado algumas referências extremamente piegas, mas eu avisei: ser romântico é complicado, pode parecer cafonice.

10 comentários:

  1. É mesmo!!! Como você disse o texto é perfeito para o momento que vivemos, próximo ao dia dos namorados. Quando a mídia enlouquecida se coloca a serviço de enlouquecer todas as bilhardares de Pollyanas que existem por aí, mostrando aqueles seres namorados perfeitos, com presentes perfeitos, em clima perfeito...Eu não acho que o romantismo seja brega, piegas ou cafona, sempre acho o romantismo delicado em qualquer uma de suas formas de expressão, pra mim será sempre bem-vindo. O que penso hj, aos 40 anos, bem mais que sua idade e do que a idade da autora do texto que vc citou, é que são muitas as formas de ser romântico ou de expressar nossa vontade infindável de romance...seja com música, seja com carta, seja com um bolo surpresa, ou uma calcinha nova, seja como for...ainda que eu falasse a língua dos homens, que eu falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria...Mas, penso que o romântismo seja um enfeite da mulher...os homens não são românticos, alguns disfarçam e fingem ser, mas eles são carnívoros, é diferente. Você é flor de linda e jovem, e está em lua de mel com o seu pois é...romântico....bjus e feliz dia dos namorados, obrigada por me lembrar que o dia está chegando...

    ResponderExcluir
  2. Sil: eu também sou muiiiiito romântica e acho que isto faz muita diferença em uma relação. Como diria Lulu Santos:
    Deixa ser
    Pelo coração
    Se é loucura então
    Melhor nem ter razão...
    Feliz Dia dos Namorados!!!! bj

    ResponderExcluir
  3. Oi, Minha última romântica predileta!
    O mundo precisa de mais pessoas sensíveis e autênticas como tu! Bjão

    ResponderExcluir
  4. Sil, antes de mais nada, tu não lê meu blog - ou não comenta - mas eu to sempre aqui.
    Vou procurar essa música pq fiquei curiosa. E eu sou romântica, mas não conto pra ninguém.

    ResponderExcluir
  5. Fê!

    tomara que a minha lua de mel dure por muitos anos ainda, pois romântica como eu sou eu tenho esta ilusão de que o Zé e eu vamos ser namoradinhos para sempre!!!!

    Mel

    O romantismo é de família!!!!!

    Neita

    obrigada pelos elogios! e viva o romantismo!!!!


    Jacquérrima!

    Eu leio teu blog sim queridona!

    Pode deixar que daqui para frente vou me pronunciar mais vezes!!!!

    beijão gurias!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Já que a minha mulher escreveu sobre o tema e isso diz respeito diretamente à minha pessoa também, me senti motivado a escrever algumas coisinhas aqui. Primeiro, Fernanda, não é verdade que homens não são românticos; o que homens não são é esparramados, e morrem de medo de parecerem frágeis. Homens na acepção mais correta da palavra amam suas mulheres, apenas não têm muita consciência daqueles pequenos gestos mais comuns, que pras mulheres são costumeiros - não saberia dizer se é uma questão cultural ou se a natureza é assim mesmo. De qualquer maneira, as mulheres pra tudo são mais emocionais - mas sabem ser mais ponderadas e têm maior poder de reflexão, também, sabem dar um basta quando vêem que a coisa degringolou, mesmo ainda gostando do cara ... já os homens vão ao sabor do vento, enquanto tão curtindo (e a convivência ainda não tá pesada), vão levando.
    E tem homens que são evidentemente românticos em outro sentido, os caras que são idealistas - coisa cada vez mais rara nesse mundinho cruel e medíocre em que vivemos hoje. Sinceramente, me considero um pouco assim, apesar de a realidade nos impor uma quase necessidade de sermos mais frios e cínicos. Pode ser a paixão por cinema de autor, por música honesta, por não aceitar certas coisas - e consequentemente fazer disso uma posição política do tipo "me recuso a fazer parte disso de qualquer maneira" ... Li hoje por exemplo uma notícia que pra uns pode ser bobagem ou então algo triste mas corriqueiro, mas pra mim, além de estragar o dia, não aceito: mataram a pauladas um cachorrinho que ajudava no tratamento de crianças vítimas de violência lá no campus da UFRGS. Desde que o Jimmy e o Duke passaram a viver conosco, esse tipo de coisa me revolta ainda mais profundamente. Não aceito, repito, e ainda vou descobrir uma maneira de ajudar a, se não acabar com o problema, pelo menos diminuir. Tem milhões de outras coisas que me revoltam e me sinto impotente pra mudar, mas não perco o interesse. Um dia, com mais gente mobilizada, quem sabe as coisas melhoram. Não acho que "romantismo" seja sinônimo de pieguice. Pode-se ter bons sentimentos sem ser babaca. Aliás, babaca é quem não tem sentimentos - como esse loser, retardado, zero à esquerda que matou covardemente o cachorrinho. Ele não tem uma Neném, uma Fernanda, uma Néia, uma Mel, uma Jac na vida dele e jamais vai ter, palhaço, trouxa. Bjs (e desculpem o desabafo), Zé.

    ResponderExcluir
  7. Sim, já conheci muitos homens demasiado românticos...o meu primeiro namorado, que merece um registro aqui, é a pessoa mais romântica que conheci. Mas talvez seja verdade que a maioria não o revela (o romantismo), como se ele (o romantismo) seja algo que compõem exclusivamente o "universo feminino". Que universo será esse??
    Por outro lado, também conheço mulheres que não são tão românticas 'assim' e esquecem o dia dos namorados, o dia do aniversário do namoro, do compromisso, do.... Para estas, o romantismo pode estar em outra categoria de 'demonstração' do afeto sentido, como um simples olhar que desvela a nudez do amor silencioso, por exemplo. Afinal, o silêncio também é amor e também pode ser romântico, porque palavras, gestos e intenções, meus caros, destes, até o inferno está lotado.
    Enfim, o romantismo não é piegas, minha irmã querida. Aliás, piegas é a qualificação de piegas: "aquilo que é ridiculamente sentimental" (sic. aurélio, isso não veio de mim).
    Romantismo não é piegas, é a expressão colorida da reverência ao amor. Que quem tenha o use, que quem o receba o deguste, porque o amor cortês, aquele dos tempos de outrora, em tempos de declarações virtuais, ai sim, parece ter transformado-se em algo 'piegas'.

    Amas-me? Sei que vais dizer «sim», e eu acreditarei na tua palavra. Mas não jures. Júpiter ri-se das juras dos enamorados.
    (William Shakespeare, 1564-1616, poeta e dramaturgo inglês, Romeu e Julieta).

    ResponderExcluir
  8. Zé, sou tua fã. Não só por esse comentário, mas por todo o resto. :)

    ResponderExcluir
  9. Sil, tu é romântica até na forma de se vestir! Adoro o romantismo também. Tem formas e formas de ser romântico, algumas são bregas sim, outras não.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Gosto muito dos artigos de seu Blog. Quando for possível dá uma passadinha para ver meu Curso de Informática online.Emily Nascimento

    ResponderExcluir